Iguape/SP , quase 500 anos de história no Vale do Ribeira

foto: B. Bertagna

Oficialmente, Iguape foi fundada em 3 de dezembro de 1538. A data de fundação atual foi estabelecida em 1938, pelo então Prefeito, Manoel Honório Fortes. O Prefeito  incumbiu uma comissão de historiadores paulistas, presidida pelo ilustre Afonso d’Escragnolle Taunay, para estabelecerem a data provável da fundação, sendo aceito o dia 3 de dezembro de 1538, baseados em documentos históricos que usam como referência a data de separação de Iguape e Cananéia.

Igreja de São Benedito foto: B. Bertagna

Praça Engº Greenhalgh, também conhecida como Praça São Benedito, local aprazível onde se encontra a antiga Fonte da cidade. foto: B. Bertagna

É uma simpática cidade, cheia de histórias e causos contados por seus moradores, ideal para se aventurar no seu passado, em passeios românticos por suas ruas estreitas e para conhecer as festividades religiosas e culturais, como a Festa de Agosto, que já são tradição. Iguape conta com uma boa infra-estrutura de hotelaria, pousadas e restaurantes.

Primeira Casa de Fundição de ouro do Brasil, hoje Museu Municipal de Iguape foto: B.Bertagna

Com uma previsão de mais de R$ 10 milhões em investimentos, o Sobrado dos Toledos (orçado em R$ 5.298.773,27) e o Paço Municipal (R$ 5.607.919,470), dois importantes edifícios da cidade de Iguape (SP), começaram a ser restaurados a partir de julho de 2019. As obras pretendem restabelecer a infraestrutura e conservação dos espaços, significativos para a história e arquitetura do município, e estão sendo realizadas com recursos do PAC Cidades Históricas, programa do Governo Federal, e execução do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

prefeitura-iguape

foto: B. Bertagna. Paço Municipal em 2013

O sobrado que abriga o Paço Municipal foi construído na segunda metade do século XIX, pelo comendador Luis Álvares da Silva, homem mais rico e influente da região à época. Posteriormente, o prédio passou a sediar o Club Beneficente e Recreativo Iguapense e a Câmara Municipal, vindo a ser adquirido pela Prefeitura em 1945. Desde então, passou a funcionar como Paço Municipal.

Digitalizar0014

Arquivo Iphan

O Sobrado dos Toledos leva esse nome por ter sido residência de outro cidadão importante da região, José Carlos de Toledo. Construído na primeira metade do século XIX, durante o ciclo do arroz, o prédio foi doado pelos herdeiros, em 1931, ao Santuário de Iguape, para que abrigasse romeiros durante as festividades do Bom Jesus, época em que o edifício ficou conhecido como Sobrado do Santo. Depois disso, o prédio sediou diversos empreendimentos e, atualmente, encontra-se em ruínas, restando ainda as características originais das fachadas.

Os dois edifícios estão localizados na área do conjunto histórico de Iguape, tombada pelo Iphan. As duas intervenções se somam à restauração da Antiga Casa de Fundição, concluída em dezembro de 2015, com recursos de R$ 837 mil, também pelo PAC Cidades Históricas, representando um significativo investimento no Patrimônio Cultural da cidade.

IMG_20160718_123158[1]

foto: B. Bertagna

Vapor_Izabel_no_bairro_Jipovura_início_do_século_XX

Vapor Izabel, no Rio Ribeira de Iguape, na altura do bairro Jipovura, por volta de 1909. Arquivo Iphan/Dossiê Tombamento

A real data da fundação do município é desconhecida. Alguns historiadores chegam a acreditar que já havia europeus vivendo na região mesmo antes do descobrimento do Brasil por Pedro Álvares Cabral.

A tradicional Festa do Bom Jesus de Iguape, a Festa de Agosto, que atrai milhares de romeiros de todos os cantos do Brasil. Foto : Gazeta Caiçara/Rafael Peroni

Procissão de Nª Srª das Neves. padroeira de Iguape. foto; http://www.senhorbomjesusdeiguape.com.br

Remonta a 1577 a data em que o povoado foi elevado à categoria de freguesia, com o nome de Freguesia de Nossa Senhora das Neves da Vila de Iguape, quando foi aberto o primeiro livro do tombo da Igreja de Nossa Senhora das Neves, construída no local conhecido por Vila Velha, no sopé do morro chamado de Outeiro do Bacharel, defronte à Barra do Icapara.

ademar-de-barros

Arquivo Iphan

Não se sabe, ao certo, a data de elevação a vila, porém, acredita-se que tenha sido entre 1600 e 1614.

Altar mor da Basílica foto: B. Bertagna

Neste último ano, foi iniciada a construção da antiga Igreja Matriz, já no local atual, no centro urbano, após a mudança da então freguesia, ordenada pelo fidalgo português Eleodoro Ébano Pereira.

Vista dos imensos telhados e das torres da Igreja São Benedito, uma das mais antigas da cidade. foto: B. Bertagna

A Vila foi elevada a cidade pela Lei nº 17 de 3 de abril de 1848 com o nome de Bom Jesus da Ribeira, mas no ano seguinte, pela Lei nº 03 de 3 de maio de 1849, foi modificado o nome para Bom Jesus de Iguape.
Posteriormente, o costume popular simplificou-o para Iguape.

Hoje Iguape revela surpresas no plano do Patrimônio Imaterial como o tradicional Carnaval de Rua , com vários blocos organizados que circundam a praça da Basílica durante as folias de Momo e ainda preserva o Fandango Caiçara, com suas rabecas, seus bailados e tradições.

rabeca1

Arquivo Iphan

porto

Arquivo Iphan

Fundação: 3 de dezembro de 1538
Gentílico : iguapense
Lema: Virtvtes Pavlistarvm Retento
\\\”Detenho as Virtudes dos Paulistas\\\”

Arquivo Iphan – Giovani Sarkis

foto: B. Bertagna

Arquivo Iphan – Giovani Sarkis

Topônimo
A palavra Iguape tem origem na língua tupi e significa na enseada do rio, através da junção dos termos y(água, rio), kûá (enseada) e pe(em)

Antiga Fábrica da Matarazzo de processamento de peixe. foto: B. Bertagna

Romeiros recebem benção em frente à Basílica. foto: B.Bertagna

Arquivo Iphan – Giovani Sarkis

Arquivo Iphan fotos: Germano / junho de 1950

Imagem de Cristo no morro do Espia. foto: B. Bertagna

Como chegar :

De São Paulo/Santos:

Descer a BR 116, rodovia Régis Bittencourt ou a Padre Manuel da Nóbrega SP-55 e, após a cidade de Miracatu, entrar no Km 401, Rodovia Casemiro Teixeira SP-222 para Iguape, com distância aproximada total de 200 km.

Os ônibus da empresa ValleSul vindos de São Paulo saem do Terminal Barra Funda em 4 horários diários. Partindo de Santos/SP há um ônibus diário.

De Curitiba:

Seguir a BR 116 – Rodovia Régis Bittencourt Norte e, passando pela cidade de Jacupiranga, entrar no Km 464 para Pariquera-Açu/Iguape, na rodovia Ivo Zanella. Total aproximado de 250 km

De Curitiba, os ônibus saem da Estação Rodoferroviária e há um horário diário nos dois sentidos e 2 horários de sexta a segunda, cumpridos pela empresa Princesa dos Campos.

De Sorocaba:

Saindo de Sorocaba ou cidades vizinhas pegar a Rodovia SP-079 (Serra de Tapiraí) até Juquiá. Depois entrar na BR 116 Rodovia Régis Bittencourt Norte sentido São Paulo e, depois de 13 km, pegar a entrada de Iguape no Km 401, na Rodovia Total de 2 00 km.De Sorocaba a Iguape, há um horário regular realizado pela empresa São João

De Registro /SP os ônibus saem praticamente de hora em hora, fazendo conexão para cidades vizinhas como Cananéia, Pariquera-Açu, Jacupiranga, Eldorado, Iporanga, Miracatu, Juquiá,Cajati, Apiaí, etc.

Mar Pequeno visto do Morro do Espia foto : Luciano Faustino/Wikipédia

A cidade fica também a 5 km, por estrada asfaltada,  das praias atlânticas de Ilha Comprida. Além de uma bela paisagem, o Mar Pequeno proporciona ótimas pescarias.

foto: B. Bertagna

IMG_7109

foto: B. Bertagna

MAPA 2 D

Anúncios

Paço Municipal e Sobrado dos Toledos, em Iguape (SP), começam a ser restaurados

Com mais de R$ 10 milhões em previsão de investimentos, o Sobrado dos Toledos e o Paço Municipal, dois importantes edifícios da cidade de Iguape (SP), serão restaurados a partir desse mês de julho. As obras pretendem restabelecer a infraestrutura e conservação dos espaços, significativos para a história e arquitetura do município, e serão realizadas com recursos do PAC Cidades Históricas, programa do Governo Federal, com execução do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A ordem de serviço que dá início às intervenções será assinada no dia 04 de julho, com a presença do diretor do Departamento de Projetos Especiais do Iphan, Robson de Almeida; da superintendente do Iphan em São Paulo, Maria Cristina Donadelli; e representantes da Administração Municipal e da Mitra Diocesana de Registro. A previsão é que os trabalhos estejam concluídos em cerca de um ano e meio.

                                                                                       O sobrado que abriga o Paço Municipal foi construído na segunda metade do século XIX, pelo comendador Luis Álvares da Silva, homem mais rico e influente da região à época. Posteriormente, o prédio passou a sediar o Club Beneficente e Recreativo Iguapense e a Câmara Municipal, vindo a ser adquirido pela Prefeitura em 1945. Desde então, passou a funcionar como Paço Municipal.

Já o sobrado dos Toledos leva esse nome por ter sido residência de outro cidadão importante da região, José Carlos de Toledo. Construído na primeira metade do século XIX, durante o ciclo do arroz, o prédio foi doado pelos herdeiros, em 1931, ao Santuário de Iguape, para que abrigasse romeiros durante as festividades do Bom Jesus, época em que o edifício ficou conhecido como Sobrado do Santo. Depois disso, o prédio sediou diversos empreendimentos e, atualmente, encontra-se em ruínas, restando ainda as características originais das fachadas.

Os dois edifícios estão localizados na área do conjunto histórico de Iguape, tombada pelo Iphan. As duas intervenções se somam à restauração da Antiga Casa de Fundição, concluída em dezembro de 2015, com recursos de R$ 837 mil, também pelo PAC Cidades Históricas, representando um significativo investimento no Patrimônio Cultural da cidade. O programa está presente em 44 cidades brasileiras, sendo três delas no Estado de São Paulo: Iguape, Santo André e São Luiz do Paraitinga – incluindo 16 ações e uma previsão de investimentos de R$ 54,7 milhões.

Serviço:
Assinatura da ordem de início das restaurações do Sobrado dos Toledos e do Paço Municipal de Iguape (SP)

Data: 04 de julho, 11h
Local: Paço Municipal de Iguape, Rua Quinze de Novembro, 272, Iguape/SP

Iphan lança editais para restauração do Paço Municipal e Sobrado dos Toledos, em Iguape/SP

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), através da Superintendência do Iphan em São Paulo está lançando os editais para Contratação de serviços técnicos especializados de engenharia e arquitetura em bem tombado, visando a execução do Restauro do Sobrado Paço Municipal bem como do Sobrado dos Toledos, ambos localizados na cidade de Iguape/SP dentro das ações do Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas.

O edital do Paço Municipal está disponívei no site www.comprasgovernamentais.gov.br/edital/343009-03-1-2017desde o dia 22/11/2017  ou das 10:00 às 12:00 hs e das 14:00 às 16:00 hs  na sede da Superintendência do Iphan em São Paulo, na Av. Angelica 626 – Santa Cecilia –  São Paulo (SP) , onde poderá ser lido ou retirado.

O prazo final de entrega da Proposta da Concorrência Nº 1/2017 (Paço Municipal) é no dia  22/12/2017 às 10:00 hs .

Já a Concorrência No- 2/2017 UASG 343009 do Sobrado dos Toledos está disponível no site http://www.comprasnet.gov.br/acesso.asp?url=/edital-343009-03-2-2017  . 

O prazo para entrega das propostas para a Concorrência nº 2/2017 (Sobrado dos Toledos) é dia 27/12/2017 às 10:00 hs.

Os editais foram publicados na edição do dia 21/12/2017 do Diário Oficial da União

PAC Cidades Históricas 2 : Projeto de restauração do “Paço Municipal” em Iguape/SP é apresentado a prefeito, funcionários e sociedade

Este slideshow necessita de JavaScript.

O projeto de restauração do “Paço Municipal” ( Prédio da Prefeitura de Iguape/SP) foi divulgado em apresentação que reuniu na Casa do Patrimônio Vale do Ribeira o prefeito municipal Tony Ribeiro, a Superintendente do Iphan em São Paulo, Anna Beatriz Ayroza Galvão, Secretários, Diretores de Departamento e demais funcionários da casa. Na ocasião, foi exposta a proposta de readequação das salas e divisões, além da correção de patologias existentes no prédio .

A partir de agora a Superintendência do Iphan em São Paulo iniciará os procedimentos para a licitação da obra em si , que está incluída no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Cidades Históricas 2), um projeto do Governo Federal através do Ministério da Cultura e IPHAN. O valor previsto para a obra gira em torno de R$ 3 milhões .

Situado na esquina das ruas 9 de julho e 15 de Novembro ( que antigamente se chamavam Rua Direita e Rua da Glória, respectivamente) o prédio foi construído entre 1865 e 1866.  Era ocupado na sua parte térrea com os negócios e o escritório do Comendador e seu andar superior servia de residência para a família. Foi sede do Club Beneficente e Recreativo Iguapense e da Câmara Municipal. Em 1945 foi adquirido pela Prefeitura passando a ser , até os dias de hoje,  o Paço Municipal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Editais para projetos de restauração do Paço Municipal e do Sobrado dos Toledos já foram lançados no ComprasNet, o portal de compras do Governo Federal

MINISTÉRIO DA CULTURA
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
9ª Superintendência Regional
Código da UASG: 343009

Tomada de preço Nº 3/2013
Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de engenharia e arquitetura, a serem executados por pessoa jurídica, visando a execução de Elaboração de Projeto Executivo e Complementares de Restauração do Paço Municipal, situada em Iguape/SP.
Edital a partir de: 25/11/2013 das 10:00 às 12:00 Hs e das 15:00 às 17:00 Hs
Endereço: Av. Angelica 626 – Santa Cecilia – – São Paulo (SP)
Telefone: (0xx11) 38260744
Entrega da Proposta: 10/12/2013 às 10:00Hs

Tomada de preço Nº 4/2013
Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de engenharia para Elaboração de Projeto Executivo e Complementares de Restauração do Sobrado dos Toledos, em Iguape/SP.
Edital a partir de: 25/11/2013 das 10:00 às 12:00 Hs e das 15:00 às 17:00 Hs
Endereço: Av. Angelica 626 – Santa Cecilia – – São Paulo (SP)
Telefone: (0xx11) 38260744
Entrega da Proposta: 10/12/2013 às 14:00Hs

Veja aqui, em PDF, os Editais retirados do sítio www.comprasnet.gov.br >

TP 03 2013 – Projeto Paço Municipal Iguape

TP 04 2013 – Projeto Sobrado dos Toledos Iguape

Entrevista: Arq. Darlan Firmato, consultor da Unesco junto ao Iphan/SP esclarece sobre as obras do PAC Cidades Históricas em Iguape

darlanO arquiteto Darlan Firmato é consultor contratado pela UNESCO, disponibilizado para o IPHAN/SP, como responsável pela análise de documentos pertinentes ao acompanhamento e execução das ações do PAC Cidades Históricas nas cidades de Iguape e São Luiz do Paraitinga. Darlan tem no seu currículo especializações em Computação Gráfica e Design de Produtos . É também gestor de projetos, com certificação internacional pelo PMI, e MBA em Gestão de Projetos, pela FGV, com 10 anos de experiência atuando em arquitetura, incluindo obras de restauro, a exemplo da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, primeiro hospital do Brasil e integrante da equipe da 3ª Etapa de Restauro do Conjunto Arquitetônico do Pelourinho, em Salvador/BA.

P : Darlan, uma curiosidade que a população de Iguape tem. Quando começam as obras ?
Sabemos que este é o ápice do trabalho e o grande anseio das pessoas, mas temos uma importante fase a ser cumprida, que é o planejamento destas obras, que passa pela formalização documental entre os proprietários dos imóveis e o Iphan. Depois a aprovação e licitação dos projetos e então, uma nova licitação para contratar as obras. O período máximo para conclusão das intervenções foi definido em três anos.

P : Há alguma prioridade no início das licitações ? Qual ?
Sim, em etapa anterior, o Iphan já providenciou o Projeto Executivo da antiga Casa de Fundição, que apesar de estar funcionando como Museu Histórico Municipal, precisa de melhorias e adequações funcionais e de acessibilidade e valorizar a relevância que este imóvel tem para o Brasil. Dessa forma, após validação dos documentos e liberação dos recursos, estaremos aptos para licitar a obra. O que deve acontecer até o primeiro semestre de 2014.

P: Quais os recursos destinados para cada prédio ?
Iguape foi contemplada com três intervenção: a antiga Casa de Fundição, com R$800.000,00(obra), o Paço Municipal, com R$3.350.000,00(projetos e obra) e o Sobrado dos Toledos, com R$ 4.257.000,00(projetos e obra)

P : Quais os critério de escolha para os três prédios ( Sobrado dos Toledos, Casa de Fundição e Paço Municipal) ?
Os imóveis foram alguns dos indicados pela Prefeitura Municipal, que após análise do IPHAN Nacional, priorizou estes imóveis para serem restaurados no âmbito do PAC Cidades Históricas 2. Tratam-se de importantes exemplares do patrimônio arquitetônico brasileiro, que devido a sua relevância foram escolhidos, neste momento.

P : Quem irá executar as 3 obras ?
As obras serão executadas pelo IPHAN/SP, através de licitações para os projetos e obras.

P: De acordo com a complexidade de cada restauração , qual deles deverá ficar pronto primeiro ?
Em função de já ter projeto definido e da obra ser menor, a antiga Casa de Fundição poderá ficar pronta antes dos outros imóveis.

P : Por quê o “Correio Velho” não foi incluído nas obras do PAC ?
O prédio do “Correio Velho” não foi incluído porque ele é objeto de um outro convênio do IPHAN com a Prefeitura Municipal de Iguape.

P: Qual os benefícios que estas obras trarão para a cidade e seus habitantes ?
Além da valorização do patrimônio, após restaurados, os imóveis promoverão a elevação da auto-estima da cidade e do seu povo, pela importância cultural e afetiva que os moradores de Iguape têm com estes prédios. O Museu será revitalizado e estará mais moderno e adequado para abrigar os bens, receber moradores e turistas, o Paço Municipal estará mais adequado para atender a população e os servidores municipais e o Sobrado dos Toledos, abrigará o novo Centro de Atendimento ao Romeiro, considerando a importância da Festa em louvor do Senhor Bom Jesus e Nossa Senhora das Neves e nos demais dias do ano, poderá ser solicitada pelos iguapenses ou por outras instituições para abrigar eventos de caráter público como apresentações e exposições, além de poder se tornar um ótimo ponto de encontro.Darlan-Firmato-2