Curso Agente Difusor de Educação Patrimonial acontece em Iguape/SP

O químico da área da construção civil, Cláudio de Jesus, é um dos três profissionais que ministraram aulas no curso Agente Difusor de Educação Patrimonial, com carga horária de 60 horas, oferecido pelo SENAI.  Para Jesus, sua função é tirar os jovens da marginalidade. ”Minha principal intenção é mostrar que todos nós podemos ser muito mais felizes com a profissão que exercemos do que com as drogas”, afirma. Cláudio possui em seu extenso currículo diversas obras em monumentos históricos espalhados pelo Brasil, entre elas a revitalização do Palácio da República e da Casa da Moeda no Rio de Janeiro.

Entre os conteúdos do curso estão: como fazer a mistura de argamassas, propriedades do produto e o processo produtivo e a pigmentação da cal de pintura. “Escolhi uma maneira pedagógica e simples de ensinar”, afirma Cláudio. “Minha intenção é mostrar o lado atrativo da química”, acrescenta.

De acordo com o coordenador do POEAO – Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Iguape, Emerson da Silva Santos, ao todo o curso recebeu cerca de 14 alunos, entre eles, arquitetos, professores e engenheiros. “O objetivo do curso de Agente Difusor de Educação Patrimonial é formar pessoas capacitadas para transmitir o conhecimento recebido no que diz respeito à educação patrimonial, principalmente em questões técnicas relacionadas ao patrimônio”, esclarece.

As aulas foram ministradas na Casa do Patrimônio Vale do Ribeira e Escola Vaz de Caminha.

fonte : Ascom/Prefeitura de Iguape