Ilha Comprida

No Brasil, a riqueza das regiões costeiras e o desafio de dominar o sertão povoado por índios e animais estranhos, mas repleto de madeiras nobres, ouro e pedras preciosas que poderiam ser transformadas em lucro levaram os primeiros colonizadores a estabelecer postos de fortificação e aldeamentos em pontos da costa.

Mestre Cosme Fernandes Pessoa ou Duarte Peres foi um destes colonizadores.

Era um homem letrado, falava bem, pois teria sido formado em Coimbra e com grande prestígio na Corte de D.Manuel, antes de cair em desgraça e ser degredado. O “Bacharel” chega à Ilha do Bom Abrigo, ao sul de Ilha Comprida, na Armada do Espanhol Américo Vespúcio. Explorando a região, “Bacharel” desembarca em Ilha Comprida, onde é aprisionado pelos índios Tupis.

Acaba ganhando a confiança deles e casa com a filha do cacique. Em 1531, a esquadra de Martim Afonso de Souza chega à Ilha do Bom Abrigo. O navegador Português, conhecendo Ilha Comprida, escolhe a Vila de Maratayama ou Vila dos Tupis, para ser a sede da primeira vila. O povoado de Maratayama permaneceu por cerca de 80 anos.

Por volta de 1534, chega à Ilha Comprida um refugiado espanhol, Rui Garcia de Mosquera, que constrói um forte que leva o seu nome, na Ponta de Trincheira, assim chamado pela natureza das operações de piratarias e saques que o aventureiro realizou com o seu amigo “Bacharel”. No início do século XVII, a Coroa Portuguesa divide suas terras através das “Cartas de Sesmarias”.

Novas vilas foram surgindo. Por volta de 1770, é fundada a Vila de Nossa Senhora da Conceição da Marinha. A vila chegou a ter Câmara e corpo de vereadores, igrejas e cemitérios. No começo do século XX, a Vila de Pedrinhas começou a ser formada através da pesca e do extrativismo. Em 1938, o território de Ilha Comprida é dividido em 70% para Iguape (45 Km) e 30% para Cananéia (29 Km). O desenvolvimento imobiliário se dá no início dos anos 50.

Em 1987, Ilha Comprida é declarada Área de Proteção Ambiental (APA) Estadual.

O movimento pela emancipação ganha força em 1990, com um grupo de pessoas buscando melhores condições a vila.

Em 27 de outubro de 1991, o plebiscito dá a vitória com 87% dos votos à emancipação, que é promulgada em 5 de março de 1992, data oficial da fundação do município. Elevada à condição de Estância Balneária em 07 de dezembro do mesmo ano.

Não há problemas de espaço nas praias da Ilha Comprida.

Nem de poluição.

O município conta com 74 km de praias consideradas pela Cetesb como “sistematicamente  boas”, o mais alto grau de qualidade durante o ano inteiro.

Mas não é só isso. A Ilha atende a todos os gostos.

Tem as praias desertas, distantes dos centros comerciais, para quem gosta de tranqüilidade. E tem as praias badaladas – localizadas no Boqueirão Norte e proximidades – onde estão os quiosques na orla, com intenso movimento, muitos petiscos, música e quadras esportivas.

A Ilha Comprida, ao longo de sua hístória, recebeu diversas denominações: Ilha do Mar, Ilha do Mar Pequeno, Ilha Grande da Costa do Mar, Ilha do Candapuí e Ilha Branca. Ilha Comprida é como foi batizada por seu extenso comprimento e largura reduzida. Não se tem conhecimento de dados oficiais que detalhem com exatidão a data do batismo.

Dados do município

Ilha Comprida – Região administrativa de Registro-Vale do Ribeira
Emancipação – 27 de outubro de 1991
Classificação Turística –  Estância Balneária
Classificação Ambiental – Área de Proteção  Ambiental (APA) Estadual
Clima – Temperado úmido, com temperatura média  anual  24o  C
Economia – Turismo, serviços, construção civil, pesca e desenvolvimento sustentável
Facilidade de acesso – Ponte sobre o Mar Pequeno Prefeito Laércio Ribeiro – de ligação entre Iguape e Ilha – facilitou o acesso ao município, antigamente feito por balsas.

fonte : Prefeitura Municipal de Ilha Comprida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s