Apiaí

O Centro de Informações Turísticas – CIT tem funcionamento 24 horas e monitores ambientais no período diurno, podem dar dicas de passeios, informações sobre hotéis, contratação de monitores ambientais e também relatar um pouco da história do município e também receber auxilio de destinos aos viajantes que cruzam a cidade.

Conta-se que Francisco Xavier da Rocha, obrigado a fugir de Minas Gerais, onde havia sido Capitão-Mor de um de seus “arraiais”, por crime ali praticado, veio parar nestas regiões, ao sul, com 150 escravos, fundando então um pequeno povoado.

Sabendo, por intermédio de um caçador de Itapetininga, da existência de ouro nas nascentes do Rio “Apiaí”( Rio Menino na língua Tupi Guarani), vindo então a estabelecer-se no lugar, de nome “Capoeiras” (hoje o Distrito de Araçaiba – Apiaí – SP), tendo depois seguido adiante fundando uma das primeiras povoações, que dariam origem ao Município de Apiaí, com o nome de “santo Antonio das Minas”.

Em 1.770, o Governador D. Luiz Antonio de Souza Botelho de Moura, elevou-se o nascente povoado á categoria de Vila com nova denominação de “Santo Antonio das Minas de Apiaí”, em 1.774 começou seus trabalhos à Câmara Municipal.

Antiga Cadeia Pública, Delegacia e Fórum de Apiaí é um dos mais belos prédios públicos do município.Projetado pelo arquiteto José Van Humbeeck, segundo os modelos arquitetônicos do início do século XX, o imóvel atrai a atenção pela sobriedade de suas linhas.Nesse local, ficaram detidos civis revolucionários constitucionalistas de 1932, que o saquearam, levando inclusive o crucifixo do Tribunal do Júri.Cadeia Pública até 1983, atualmente é apenas a Delegacia de Polícia.

A primitiva vila que deu origem á cidade de Apiaí, localizou-se em três lugares diferentes, sendo a mais antiga, hoje conhecido como Vila Velha dos Peões, distantes alguns quilômetros de Apiaí atual, compunha-se de escravos e aventureiros, dispostos a mudarem- se para o primeiro lugar lhes oferecessem melhores vantagens. Foi assim que á procura de ouro muitos foram estabelecer-se junto ao “Morro do Ouro”( localizado no centro do município), dando origem a outra povoação. Mais tarde, correndo ali um desmoronamento em que cem pessoas morreram soterradas, paralisando-se a mineração, visto que o Morro estava com muitas escavações para a exploração do precioso ouro, podendo ocorrer novos desmoronamentos, mesmo porque não havia ouro em quantidade suficiente para satisfazer a ambição de todos os exploradores (ingleses, americanos e os japoneses), muitos abandonaram o lugar e outros embrenharam-se nas matas vizinhas dedicando-se a lavoura.

Tais núcleos de povoação foram elevados, por Portaria de Morgado de Mateus e sancionada pelo governador de São Paulo, D. Luiz Antonio de Souza Botelho de Moura, à categoria de município, no ano de 1.771. Constitui-se então o município dos atuais territórios, que hoje são os municípios de Ribeira, Iporanga e parte do Paraná( cidades estas que hoje fazem parte do Parque Estadual Turístico do Vale do Ribeira – PETAR).

Por força da lei Estadual de 19/12/1906. Sob o nº 1.038, a sede municipal recebeu Foros na cidade, finalmente pela lei Estadual nº 2.840, de 7 de janeiro de 1.937, Apiaí, foi elevada a categoria de comarca.

Fundação: 14 de agosto de 1771

Área do Município: 1.005,73 Km2

Marco Central: Igreja Matriz (ITESP)

Altitude: 1050 m

Latitude: 24º 30’35 .19311 Sul
Longitude: 48º 50’33.47928 Oeste

Clima: Subtropical, Temperado/Super úmido

Cordenada: SAD 69
Topografia: Montanhoso com declives e planaltos

Hidrografia: Rios Ribeira de Iguape, Catas Altas, Pirituba, Macacos, Pilões, Tijuco, Palmital, Claro, Saivá e Estiva

Solo: Massapé

População: 27.136 hab. Censo IBGE de 2000

Dens. Demográfica: 26,98 hab/Km2

Ao Norte: Guapiara, Ribeirão Branco e Itapeva
Ao Sul: Ribeira e Itaóca
Ao Leste: Itararé, Barra do Chapéu e Bonsucesso de Itararé
Ao Oeste: Iporanga

Recursos Minerais: Galena, Calcário – Quartzo, Cobre, Manganês, Granito e Caulim.

fonte : Prefeitura Municipal de Apiaí

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s